terça-feira, 5 de agosto de 2014

Como andar de bonde e trem na Suíça

Durante os quatro dias que passamos no país, perdi a conta de quantas vezes utilizamos os transportes públicos de Zurich, Berna e Lucerna. Então, o post é referente aos sistemas públicos destas três cidades.

BONDE

É inegável a pontualidade e qualidade dos bondes de Zurich. Confortáveis, não ficam superlotados, nem mesmo nos horários de rush. Claro, que para ter tudo isso de bom, paga-se um preço e, no caso da Suíça, um preço alto.

Há inúmeros pontos de bondes espalhados pela cidade, sempre em pararelo ( um bonde vai do ponto A para o B, enquanto o outro vai do ponto B para o A).
Para fazer a diferenciação dos sentidos e saber qual o bonde certo para pegar, basta se guiar pelo painel eletrônico ( em cada ponto tem um), que indica o ponto final do bonde, além de quais bondes são habilitados com equipamentos especiais para deficientes físicos e o tempo que cada bonde levará para chegar. Tentei tirar fotos dos painéis, mas nenhuma ficava boa ( não sei é devido à iluminação específica), mas é super fácil de se guiar.

Em cada ponto de bonde há também um mapa, como o abaixo, indicando os pontos de parada do seu bonde ( e dos outros tbm), as linhas e locais da cidade.



No nosso caso, usávamos o bonde número 4 ( que passa por grande parte das atrações turísticas). Pegava na estação de Tecknopark ( em frente ao hotel Ibis city west, que super indico) e ia até o centro em menos de 10 minutos.

Os bilhetes são comprados ali nos pontos mesmo, através de máquinas. Isso pode parecer meio estranho para nós, brasileiros, mas na Europa é super normal. 

Existem vários tipos de bilhetes :
- Bilhete único : válido por 1h ao custo de 4,20 CHF ( aprox. 15 reais)
- Bilhete válido por 24h : pode-se usar o quanto quiser até a mesma hora do dia seguinte ( vem escrito no bilhete) , ao custo de 8,40 CHF 

Se você vai e volta do centro para seu hotel, eu indico comprar o bilhete válido para um dia todo. Não apenas pelo preço ser o mesmo do bilhete ida-e-volta, mas também porque você pode decidir usar o bonde mais uma vez para visitar aquele ponto turístico longe ( e seu pé já está doendo de tanto andar), mas também pelo fato de que ele é válido por 24h e não até a meia-noite, ou seja, se vc sai as 9h da manhã pode ir, voltar pro seu hotel e ainda ir no dia seguinte ( desde que seja até 8:59 am)

A primeira coisa ao mexer nas máquinas é escolher o idioma. Eu sempre escolhia o inglês ( imagina comprar um ticket em alemão ????) 
Logo após, vc seleciona a opção do ticket e a quantidade ( curiosamente, nunca conseguia comprar mais de um ticket por vez).




Basta inserir moedas em francos ( e não em euros) ou seu cartão de crédito/débito, digitar a senha e pronto.


Os bilhetes cairão na janelinha abaixo.
Também existe, logo após a compra, a opção de imprimir o comprovante. Acho válido, vai que os bilhetes não caiam ( já perdi muitas moedas nessas máquinas de refrigerante e doces, haha)

Feito isso, basta esperar seu bonde e entrar. Não precisa fazer sinal, que nem fazemos para os ônibus aqui no Brasil.
Caso a porta não abra, basta apertar um botão redondo verde ( ao lado de cada porta do bonde)


Dentro do bonde, existe um painel com as próximas paradas e em quanto tempo o bonde chegará a cada uma delas.
A título de curiosidade, a rua mais famosa de Zurich é sinalizada como HB, sua abreviação. As duas paradas com nome HB chegam até a rua e a estação de trens da cidade.


Não há fiscais e não é necessário validar seu ticket. No entanto, sempre esteja com o bilhete a postos e não o perca. Caso haja fiscalização e alguém estiver sem o bilhete, a multa pode ser alta.


TREM

A estação principal de trens de Zurich fica na parada de bonde Sihlquai HB. 

A estação não é tão grande, mas bastante movimentada. Vale lembrar que o subsolo da maioria das estações de trem na Zurich é praticamente um shooping, repleto de lojas, supermercados, ...
A estação também conta com uma sala de informações turísticas, com atendimento muito bom.

Os bilhetes de trem podem ser comprados na hora ( através de máquinas ou no guiché) ou online, antecipadamente.
Eu deixei para comprar os bilhetes lá mesmo ( afinal, seriam apenas dois bate-e-volta : um para Berna e outro para Lucerna). Me ferrei.

Minha dica ouro do post é : COMPRE OS BILHETES ANTECIPADAMENTE

Quando vi na internet o preço dos bilhetes ida-e-volta para Berna era de cerca de 40 euros. Mas quando cheguei na estação, me assustei com os apavorantes 98 euros por pessoa ! ( em segunda classe tá ...)
Algo parecido aconteceu com Lucerna, mas em menores proporções...

Escolhi comprar direto no guiché. Apenas entre na fila à esquerda da entrada principal, ao lado dos trens.

Os trens para Bern e Lucerna saem direto, assim como para outras cidades, como Luggano, Gruyeres, Basel, Genebra, ... Até mesmo para Itália, Alemanha e França.

É só olhar para o grande painel no salão principal da estação. Ele indica os horários, plataformas e destinos dos trens.
Por ex.:
Quero ir para Lucerna. Logo, o próximo trem é as 10:35, com paradas em  Taiwell e Zug , e ele está parado ( ou já vai chegar) na plataforma 5.






Pronto, é só seguir para a plataforma indicada e aguardar seu trem chegar. Chegando o trem, é só entrar nas portas dos vagões escritos 1 ( para os viajantes da primeira classe) ou 2 ( para os da segunda). Se entrar errado, não tem problema. Lá dentro dá para mudar, eu mesmo não sabia da diferenciação e acabei entrando na primeira classe por engano.



Depois da viagem super agradável, passa o fiscal conferindo os bilhetes ( não jogue fora após conferência do fiscal, guarde-o, principalmente se for ida-e-volta, quando vc só receberá um bilhete na compra).

Os trens são confortáveis e pontuais e as paisagens lindas. Dentro dos trens há também painéis, que indicam as paradas. Alguns dispõem de lanchonete.

Boa viagem 






5 comentários:

  1. Adorei sua publicação. gostaria de saber que tamanho de mala posso carregar no trem de segunda classe?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade não existe bem uma restrição ao tamanho. Quando vc compra a passagem, vem escrito. Mas eu mesma andei várias vezes com mala bem grande de carrinho ( e minha mãe com duas!!!) mais uma mala de mão. A única coisa ruim é que o espaço no trem destinado às malas não é tão grande assim, mas nunca vi nenhum passageiro ficar sem ter onde colocar a mala não ...

      Excluir
  2. Jorge Martins
    Boa Tarde

    Chegando em Zurich de trem posso pegar um bonde com mala grande, sei que devo pegar o bonde n*14, para ir até o meu hotel.

    ResponderExcluir
  3. Vou ficar 3 dias em Zurich, não é muito tempo? Devo aproveitar para conhecer Lucerna? Pelo que entendi devo comprar passagens com antecedência? Desculpe o incomodo.
    Atenciosamente
    Jorge Martins

    ResponderExcluir
  4. Olá Jorge,
    particularmente acho tres dias inteiros em Zurich muita coisa sim. A cidade não é grande. Tive um dia e meio, visitei tudo e ainda fiz compras.
    Deveria aproveitar para usar dois desses dias como bate e volta - um dia para Lucerna e outro para Berna. As passagens são vendidas na hora (sujeitas a disponibilidade), porém compradas com antecedência saem bem mais baratas.
    Minha sugestão: use o primeiro de seus tres dias para conhecer Zurich. Se achar que viu o bastante use os outros dois para Luzerna e Berna. Berna é linda, mas não deixe de ir a Lucerna, cidade mais bonita da Suíça, na minha opinião ...

    ResponderExcluir